Gnocchi de aipim

O Gnocchi ou nhoque, como é popularmente conhecido, se dá como uma refeição muito consumida na época de final de ano no Brasil, dada os costumes e crenças que envolvem seu consumo visando obter sorte e crescimento financeiro no ano que irá suceder. Além disso, compreende-se que seu consumo está fortemente ligado a um fator óbvio: o sabor incomparável.

Usualmente o Gnocchi apresenta uma massa suave, a qual combina perfeitamente com um molho mais pesado para acompanhar, tal como um ragu a bolonhesa, embora possa perfeitamente ser servido também com algo mais suave, a depender do gosto pessoal que quem o prepara e o degusta.

A massa preparada para este prato apresenta ainda a variável de poder ser feita a partir outros tipos de alimentos que não unicamente a farinha, base do preparo, visando acrescentar sabor e valor nutricional ao resultado final. Um desses alimentos é uma raiz, muito utilizada na cozinha brasileira, o aipim.

A depender de onde a pessoas esteja, considerando o território brasileiro, essa mesma raiz pode ser conhecida por um nome diferente, dada a sua grande variedade de terminações, como aipim; mandioca; macaxeira; manica; castelinha, uaipi, entre outras variações.

Mas o nome não importa realmente, pois independente de como a chamem, o sabor da raiz segue o mesmo, conquistando o paladar do brasileiro de norte a sul. Não poderia haver um ingrediente melhor para atrelar ao preparo do Gnocchi, tornando-o ainda mais saboroso.

Para essa receita são necessários os seguintes ingredientes: ½ quilo de aipim cozido; farinha de rosca; 1 ovo; azeite de oliva e sal a gosto.

O primeiro deste preparo é cozer o aipim em uma panela com água e um pouco de sal. Deixe no fogo até que atinja uma consistência macia, podendo então ser retirado e posto para escorrer a água. Feito isso, deixe reservado até que esfrie e então utilize de um apetrecho de amassar batatas para fazer com que as raízes fiquem como uma massa, similar a um purê.

Feito isso, adicione o ovo e o misture na massa. Em seguida, acrescente a farinha de rosca aos poucos, coloque-a enquanto mexe a massa com as mãos, parando de adicionar quando atingir um ponto no qual o conteúdo não grude nas mãos ou no recipiente e seja passível de molda-la de acordo com o formato deste prato.

Quando atingir o ponto desejado, enfarinhe com a farinha de rosca uma superfície lisa, tal como uma bancada ou tampo de mármore, e deposite o conteúdo ali. Divida a massa em algumas partes, enrole-as como pequenos tubos e recorte do tamanho que achar adequado.

O diferencial deste preparo é que não é necessário cozê-lo na água novamente, apenas reserve para levar ao forno posteriormente junto ao molho escolhido.

Para o molho, pode tanto ser feito um molho suave como um mais pesado, a depender do que prefira; a ocasião; ingredientes disponíveis e uma série de variáveis. De todo modo, caso seja possível, a sugestão é apresentar este Gnocchi de aipim acompanhado de um delicioso ragu preguiçoso de carne ao vinho.

Para este molho é necessário que se separe: 1 quilo de coxão mole cortado em cubos; 1 cebola picada; 2 xícaras de molho de tomate (pronto ou caseiro, a depender da preferência do cozinheiro); 2 xícaras de vinho tinto; sal e pimenta a gosto.

De preparo simples, basta colocar todos os ingredientes para cozer em uma panela de pressão, iniciando pela cebola, dourando-a um pouco, posteriormente coloque a carne com o molho e o vinho, temperando como passo final. Feche a panela e deixe que cozinhe por cerca de uma hora. Após esse período, deixe que saia a pressão e abra a panela, prove o tempero e veja se é necessário corrigi-lo, o fazendo caso necessário.

Retorne a panela ao fogo e a tampe. Deixe que o molho siga cozinhando por algum tempo, visando reduzir o molho. Quando atingir um ponto adequado, desligue o fogo e desfie bem a carne, finalizando o ragu.

Com o ragu e a massa prontos, basta montar o prato e leva-lo ao forno. Monte-o em um estilo similar a uma lasanha, utilize para tanto de um refratário ou forma que possa ser levado ao forno e inicie por untá-lo com azeite de oliva. Por fim, regue a forma com um pouco do molho do ragu e coloque uma camada de Gnocchi por cima, cobrindo-o em seguida por outra camada, mas de ragu e siga com este processo até finalizar com o que preparou, tanto de massa quanto de acompanhamento.

Leve este preparo ao forno médio, em torno de 180Cº, e deixe aquecer por um período entre dez a quinze minutos, retirando em seguida e o servindo ainda quente. Se achar interessante, incremente adicionando queijo parmesão na última camada, a fim de que gratine e trabalhe em uma construção de sabor ainda mais complexa e deliciosa.

0/5 (0 Reviews)
2019-01-04T12:12:35+00:00